Descaso à manutenção preventiva causa acidente e obriga Siemaco Guarulhos a tomar sérias providências

20/08/2020



As condições de manutenção dos caminhões de coleta da cidade de Guarulhos já são pauta de reivindicação há muito tempo, nas reuniões realizadas entre o sindicato, a empresa Trail e demais autoridades municipais.
Há pelo menos um ano, em virtude das condições precárias dos veículos, trabalhadores se arriscam em suas jornadas diárias sem a certeza de que estarão de volta às suas casas no final do dia.

De acordo com o presidente do sindicato, Jhonatan Moura, pelo histórico de negociações que se desenrolam há pelo menos um ano, a Trail se vale de argumentos rasos contratuais ao preferir burlar as normas e leis de segurança do trabalho.

O último acidente, conforme fotos a seguir, são só fragmentos de uma triste realidade e por conta disso, o Siemaco Guarulhos em parceria com o Grupo de Ação Sindical (GAS), decidiu, na manhã desta quinta-feira (20), colocar um ponto final nesta história, realizando um ato de paralisação geral dos trabalhos, exigindo que a vida dos trabalhadores seja preservada.

Segundo Jhonatan Moura, somente por uma providência divina que nenhum trabalhador chegou à óbito.
“Essa empresa – que está em contrato emergencial – alega que as melhorias não foram realizadas pela incerteza da continuação dos trabalhos. Ocorre que esse argumento se estende em todas as reuniões há pelo menos um ano e nada é feito para sanar o problema. Enquanto isso, os trabalhadores continuam trabalhando e se envolvendo em acidentes graves, que por providência divina, até o presente momento não chegaram a levar nenhum deles à óbito”, comentou o presidente.

Ao ser questionado sobre as próximas etapas a serem adotadas pelo sindicato em prol à solução do problema, o presidente disse que em primeiro momento, foram impetradas reclamações junto ao Ministério Público e a organização da paralisação dos trabalhos.
“Nos reunimos com o Grupo de Ação Sindical (GÁS) e decidimos, juntos a todos os trabalhadores, pela paralisação dos serviços, no intuito de preservar suas vidas e claro, já iniciamos toda a parte burocrática com pedido de fiscalização junto ao Ministério Público, para que possam garantir as ações juntos aos demais órgãos municipais que estão cientes, mas que até o presente momento não se manifestaram concretamente, entre outras medidas que estarão brevemente em curso na forma da Lei. Quanto à empresa, por sua vez, nos garantiu que daqui a dez dias, retornarão com a resposta sobre a locação de uma nova frota de caminhões. Estamos atentos e avaliando toda a situação com muito cuidado ”, garantiu o presidente.

WhatsApp Image 2020-08-20 at 13.24.38 (1) WhatsApp Image 2020-08-20 at 13.24.38 WhatsApp Image 2020-08-20 at 13.24.37 (1) WhatsApp Image 2020-08-20 at 13.24.37